quarta-feira, novembro 22, 2006

Coloca as tuas mãos

.
.
.


Coloca as tuas mãos sobre a pedra
coloca de frente para o mar os muros
que cercam os corpos
aceita a noite que os habita
e sorri. Verás que as aves
fazem ninho sobre os muros
e sob as tuas mãos se desenha
a rara luz.


#6. José M. Rodrigues, fragmento de fotografia.

4 comentários:

aldina disse...

Que bonito e que vontade de procurar a pedra onde assentar as nossas mãos e a nossa alma!

A fotografia não podia ser mais adequada ao poema, por não ser óbvia, fazendo ao mesmo tempo sentido!

Até sempre!

Marga disse...

Mais um...

Felizmente há poetas que nos dizem coisas luminosas, essenciais.

Parabéns!

Carla de Elsinore disse...

bonito, sim.

Anónimo disse...

Hoje, acordei com um poema, que bom.
Patas